quarta-feira, 25 de agosto de 2010

A Matemática na Arte e na Vida - The mathematics in the arts and the life





Do mais simples átomo às mais complexas Galáxias, tudo que existe na Natureza possui certo comportamento e obedece determinadas leis e padrões. Estas leis e padrões só podem ser percebidos e comprovados através da Matemática. Pitágoras achava que os números naturais existem na Natureza e não na mente do homem, por esse motivo seriam eternos e imutáveis.
As incríveis demonstrações de organização da Natureza mostram que são grandes as possibilidades de, por trás dessa ordem, existirem números com linguagem universal e atemporal, eterna e imutável. A Ciência dos Números está presente tanto no Caracol como no Girassol, tanto na bolsa de valores como numa imagem médica, tanto numa célula vegetal como numa grande Galáxia, tanto numa bactéria ou num vírus como no corpo humano. E é ela que nos permite a leitura da Natureza.
Entre outros, encontramos com facilidade na Natureza o chamado número de ouro conhecido pela grega phi. Irracional, misterioso e enigmático surge numa infinidade de elementos na forma de uma razão. Seu valor aproximado é 1,6180 e por muitos é visto como uma oferta de deus ao homem. Sua presença está muito além da coincidência, ele é encontrado nos seres vivos, sejam humanos, animais ou vegetais, no mundo microscópico e macroscópico, nos  minerais, nas Galáxias, nas ondas do mar, nos furacões, etc..
Foi buscando e procurando entender a beleza e a harmonia do mundo natural que o homem descobriu esse número. Depois ele passou a ser usado com maestria por vários arquitetos, pintores e escultores no decorrer da história.
       Neste trabalho o leitor terá oportunidade de acompanhar a fascinante trajetória dessa busca e do entendimento da beleza natural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário