quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Matemática, uma breve história - Volume II - Mathematics, a brief history



     A peste negra, que em meados do século XIV, eliminou um terço da população da Europa; a interminável guerra dos cem anos, entre Inglaterra e França; as lutas religiosas; as doenças; a inquisição, pessoas queimadas nas fogueiras, foram os fatos, entre outros, comuns ao homem do período medieval. Parecia que a ira de Deus caíra sobre o mundo. Já por volta do século XVI, a Europa passou a viver um clima de expectativas em todas as áreas do pensamento humano. O legado científico deixado pelos gregos começava a fazer parte do dia-a-dia dos europeus. Em contrapartida também se faziam presentes os problemas que tanto desafiaram as melhores mentes do mundo da Antigüidade, e as resoluções desses problemas iriam exigir dos homens a criação de novos métodos, novas teorias e para tanto era fundamental uma nova visão científica, ou melhor, uma revolução científica. Era o início do renascimento.
     O homem desse período parece ter adquirido um novo significado existencial, através de uma ruptura total com o passado. Ao utilizar ferramentas como a matemática, foi capaz de compreender os segredos da natureza e atingir novos níveis de complexa beleza na arquitetura, na música, na pintura, e demais artes. Também através de dessa nova visão, descobriu novos continentes e ampliou seus conceitos sobre o mundo em que vivia. Na astronomia, o geocentrismo deu lugar ao heliocentrismo e os movimentos planetários passaram a ser entendidos.
      Contudo, apesar de todas essas mudanças, ainda restou a Inquisição e a luta interminável entre ciência e religião. E é justamente nesse clima de desafios e muita ansiedade que o autor inicia este segundo volume, abordando os principais aspectos da história da matemática a partir do início do Renascimento.


Compre este livro pelo site:

Visite a página deste livro no Facebook pelo endereço:



        

Nenhum comentário:

Postar um comentário